Skip to content
17/06/2007 / Thiago

Problema TLS no aMSN do Ubuntu

Realmente não sou de usar MSN (prefiro Google Talk), porém, hoje fui testar a nova versão do aMSN para ver como funciona o suporte a WebCam no Linux e assim que tentei me logar me deparei com uma advertência. Nela diz que no novo aMSN utiliza agora o MSNP9 (protocolo para uso do MSN utilizado apartir da versão 6 do cliente da Microsoft), e para tanto é necessária a existência de um canal SSL para o estabelecimento da conexão. O que me deixou intrigado é que eu já possuo todas as bibliotecas SSL e TLS instaladas em meu computador.

É exibido então com a advertência um assistente para a instalação do tal TLS. Como mostrado abaixo.

Erro no aMSN

Porém, ao realizar o que o assistente instrui, me deparo com um erro informando que não é possível a instalação. Veja abaixo o erro.

Erro no Download

Para tanto, realizei uma “googleada” e encontrei o seguinte blog contendo a solução. Nesse sítio web, o autor indica a edição de um arquivo para corrigir a correta verficação da biblioteca TSL do sistema. Basta editar o arquivo /usr/lib/tls1.50/pkgIndex.tcl. O conteúdo do arquivo deve ser algo como abaixo.

package ifneeded tls 1.5 “[list load [file join $dir .. libtls1.50.so] ] ; [list source [file join $dir tls.tcl] ]”

Basta modificar o trecho “tls 1.5” para “tls 1.50” que resolverá o problema! O trecho acima deverá ficar como abaixo.

package ifneeded tls 1.50 “[list load [file join $dir .. libtls1.50.so] ] ; [list source [file join $dir tls.tcl] ]”

Salve o arquivo e feche! Pronto! aMSN conectando sem problemas!

Até a próxima então!🙂

19 Comentários

Deixe um comentário
  1. Carlos / jun 18 2007 10:24

    Já fiz isso, e nao funciona. Funcionou da primeira vez. Depois, esse diretório (tls) simplesmente sumiu da máquina. E agora, mesmo criando ele de novo, etc, nao entra nem a pau.

    Solução : toca Amsn no lixo, e usa Windows, porque com windows, mesmo tendo uma base simplesmente podre e falha, o usuário nao fica perdendo tempo com essas besteiras (convenhamos, perder tempo compilando programas, nos dias de hoje, século 21, é idiotice).

    Carlos

  2. ThigU / jun 18 2007 21:07

    Carlos,

    O diretório pode ter sumido devido a desinstalação da biblioteca TLS. Podemos tentar verificar o que está ocorrendo melhor para encontrarmos a solução.

    Agora, deixar de utilizar Linux devido a um pequeno tropeço é um pouco precipitado! Sou usuário da distro Ubuntu e digo a você, não tenho nenhum problemas com minhas tarefas usuais que qualquer outro usuário teria. Se quero realizar algo mais complexo ou diferente, posso encontrar problemas. Porém, se você for parar para pensar, não é assim que ocorre no Windows também? Você também encontra problemas quando quer utiliza-lo de maneira diferente do usual! Ambos os sistemas terão problemas, afinal, software e pessoas são vulneráveis a falhas! Mas agora, posso dizer que os problemas do Linux são mais claros que os do Windows. Desde quando uma mensagem contendo algo como “Ocorreu uma falha” é útil?

    Compilar programas também não é realidade para usuários de distribuições simples (novamente cito o Ubuntu, mas não sendo o único exemplo). Te juro que desde que instalei a última versão não realizei a compilagem de nenhum aplicativo! Todos foram instalados através de pacotes e o melhor: utilizando um duplo clique para instala-los!

    Posso te garantir uma coisa: você teve uma impressão muito ruim do sistema! Não sei qual foi o motivo, mas posso te garantir que estou aberto para que tente denovo, e se necessário conte com minha ajuda.

    Até mais!

  3. Carlos / jun 20 2007 8:23

    Sim, voce tem razão. O LInux é um sistema operacional melhor. O problema é que nao vem com algumas facilidades …

    Realmente, no ubuntu, meu maior problema foi esse.
    Mas.. que custava fazer um programa que funcionasse ? Eu consegui resolver, depois de um dia…

    Mas ele realmente está muito bom.

    Ou tra coisa que o Linux tinha que ter melhor é o Plug And play. Por exemplo, se é trocado a placa de vídeo, ele entra no terminal X.

    Solução: Entrar com o Live CD, e copiar o xorg.conf pra mesma pasta do sistema…

    Mas.. estava irratado com o MSN. Até a minha esposa consegue instalar programa no ubuntu, e no Windows nao.🙂

    Saudações

  4. Marilia Melo / jun 20 2007 13:08

    Ola! =) Meu nome eh Marilia e moro no Japao! hehe tudo bem? =P

    Como nova fan do seu blog, estava querendo fazer um pedido…

    O principal e talvez unico motivo para que eu nao utilize o fedora instalado no meu computador como meu os principal, eh por questao de idiomas.

    Como moro no japao, leio mtos sites em japones – oq gracas ao Firefox e ao plugin chamado Rikaichan -https://addons.mozilla.org/en-US/firefox/addon/2471 – nao preciso saber japones nenhum e posso ler qualquer site com ele.

    Mas alem deste plugin, utilizo o dicionario Babylon, que tem traducao ingles – portugues, ingles – japones e varios outros. Este dicionario, basta que vc utilize uma sequencia de comandos definida pelo usuario, e ele pega a palavra em qualquer lugar, e traduz pra voce. Alem de pronunciar tambem.
    Entao quando meu computador da alguma falha em japones, ou ingles, eh soh eu apertar ctrl+botao direito, q ele seleciona a palavra e traduz.

    Ja procurei muitos, mas ate hj nao achei um dicionario tao bom assim para o linux. Sera q o doutor Thiago ae noa poderia me ajudar? =P

  5. ThigU / jun 20 2007 15:46

    Olá Marília,

    Olhei rapidinho na Internet a procura de dicionários português-japonês e não achei nada. Porém, tem um aplicativo dicionário que achei (interface em Português, inclusive) chamado StarDict que tem suporte a diversas traduções, incluindo Inglês-Japonês e Japonês-Inglês. Para utiliza-lo, é necessário baixar o pacote do aplicativo (já possui versão RPM) e o dicionário desejado (japonês em seu caso) que pode ser encontrado aqui.

    Outro detalhe é que encontrei outro sítio web que possui procedimentos para conversão de dicionários do Babylon para o formato do StarDict, ou seja, o que você fazia com o Babylon irá poder fazer com o StarDict! A única desvantagem até o momento foi que o StarDict não responde a cliques do mouse para tradução automática de textos.

    Se tiver um tempo no final de semana eu testo essa solução e crio um post aqui no blog específico para isso.

    Espero ter ajudado! Até mais!😀

  6. Marilia Melo / jun 20 2007 19:11

    ahhhh mlk!!! hj mesmo tento isso e te falo mais tarde!!!!

    wohoooo =)

  7. TIC'S / jun 29 2007 14:12

    ISSO FUNCIONOU PERFEITAMENTE COMIGO NO UBUNTU 7.04
    Isso aí Tchê Loco! No entanto um dos maiores problemas na instalação do novo aMSN é que esse erro esta associado a falta de outras bibliotecas essenciais, aqui postarei outro link para complementar a instalação do aMSN, façam as duas instalações.
    Primeiro:
    http://www.vivaolinux.com.br/dicas/verDica.php?codigo=8590

    Segundo e final:
    https://localdomain.wordpress.com/2007/06/17/problema-tls-no-amsn-do-ubuntu/

    E sigam os comandos um-por-um. Não se preocupem com a DEMORA porque ele irá criar diretórios, baixar arquivos e fazer compilação.

    Obrigado ao autor, aos autores. COMUNIDADE LIVRE!!!

  8. ThigU / jun 29 2007 16:17

    TIC’s,

    É isso aí! Valeu pelo apoio! Linux só é hoje esse grande sistema graças a sua filosofia livre!

    Apareça sempre!🙂

  9. Cícera / jul 1 2007 1:05

    Olá!!
    Muito obrigada pela dica, me ajudou muito… e obrigada mais ainda pela ajudinha online…
    ah… o gatinho tem namorada?? =P

  10. ThigU / jul 1 2007 1:08

    Olá Cícera!

    Sim, tenho namorada e ela é bem bestinha, se fazendo passar como se não fosse minha namorada😛 heihiehieiho

    Bom que está funcionando agora aí também!🙂

  11. Cícera / jul 1 2007 1:12

    Ela te ama!!!🙂

  12. Nagash / ago 4 2007 0:49

    1. O arquivo aqui abre como somente leitura e não consigo salvar as modificações.
    2. Tento salvar com outro nome dentro da pasta e diz que não tenho permissão pra salvar na pasta.

  13. ThigU / ago 4 2007 15:21

    Nagash,

    O arquivo /usr/lib/tls1.50/pkgIndex.tcl deve ser aberto como usuário root para que possa ser modificado. Para tanto, pressione Alt+F2, e digite o comando abaixo.

    gksu gedit

    Após isso, forneça a senha de seu usuário, e será aberto o GEdit como usuário root. Daí, basta, utilizando o GEdit, abrir o arquivo /usr/lib/tls1.50/pkgIndex.tcl.

    Se tiver outros problemas, é só postar por aqui!🙂

  14. Fl1ppeR / ago 15 2007 11:05

    Obrigado pelo esclarecimento :)! Muito útil sem dúvida!

    Estas “voltinhas” para um recém chegado ao Linux seriam totais desilusões se não houvessem artigos como este :D!

    Alt+F2, gksu, vou tentar fixar isto!😉

    Mais uma vez obrigado a todos ;)!

  15. Emerson Nascimento / set 8 2007 11:23

    Olá galera, utilizo o Ubuntu 7.04 e compilei o pacote baixado do sourceforge.
    Para resolver o problema do TLS baixei via apt-get o pacote TCLTLS versão 1.50.

    Problema resolvido!
    Abraço

  16. ThigU / set 20 2007 13:37

    Olá Emerson,

    Não testei essa sua dica, mas para quem quiser experimentar, fica a opção!

    Abraços!

  17. Alessandro / jul 26 2008 7:44

    Tive que fazer duas coisas
    ir nas preferencias na ficha avançado e alterar o caminho do tls para: /usr/lib/tls1.50/

    e depois mudar o arquivo pkgIndex.tcl de 1.5 para 1.50

    Funcionou 100% sua dica, brigadão
    Valeu pela dica…
    Abraço

  18. Simone / ago 5 2008 14:37

    Ola fiz todos os passos e continuo sem conseguir me conectar.

    Fica o tempo todo tentando entrar…… ja ouvi dizer q tenho q mudar o protocolo p 12, mas nao sei aonde ????

Trackbacks

  1. Problema do Apt no Automatix « Where I finally can be calm…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: